energias-renovaveis-alternativas

Devido à sua expressividade, agricultura e pecuária são considerados campos férteis para a geração e distribuição de energias renováveis no País. Se você tem um projeto neste sentido, o ideal é ter uma estruturação financeira adequada para viabilizar a autoprodução de energia por meio de linhas de financiamento específicas.


A produção agrícola e pecuária no Brasil vem exercendo grande relevância no mercado interno e externo e obtendo resultados expressivos a cada ano. Pode até ser considerada como um dos pilares da economia no país.

A grande demanda de energia para atividades como irrigação, armazenamento da produção, de insumos e refrigeração, oportuniza a produção e distribuição de fontes renováveis, tais como o biogás e a energia solar fotovoltaica.

Subsídios para a produção de energia renovável

No meio rural são facilmente encontrados subsídios para a produção de energia renovável, seja no reaproveitamento dos dejetos de animais e produção para a geração do biogás, seja no aproveitamento de quedas d’água, e até mesmo do vento e do sol.

Combinando tecnologias, é possível que cada propriedade rural seja capaz de produzir energia para seu próprio consumo. E até mesmo, para trocar com a rede de distribuição de energia elétrica.

A instalação de um sistema de produção de energia é sinônimo de segurança também para o produtor, principalmente o pecuarista, que não pode ficar à mercê de uma interrupção no fornecimento de energia que possa prejudicar determinadas produções, como por exemplo, a do frango.

Gerando sua própria energia, além da economia nos custos, o produtor tem a garantia que a produção não será afetada pela queda de energia.

Energias renováveis no meio rural: Biogás e Solar

Duas fontes muito vantajosas e com recursos fartos no meio rural podem auxiliar na garantia de fornecimento de energia a baixo custo, segurança e produtividade. Saiba mais sobre elas:

Biogás – Energia que vem dos dejetos

Em se tratando da questão ambiental, a produção de energia traz mais uma vantagem, a transformação de dejetos, que são produzidos em grande quantidade diariamente.

Muitas vezes, os produtores não sabem o que fazer com tanto dejeto. A transformação em biogás pode ser uma grande oportunidade para solucionar este problema e aproveitar o potencial.

Energia solar – Fonte inesgotável a baixo custo

O Brasil possui grande incidência solar e uma propriedade rural certamente dispõe de amplo espaço para instalação de sistema fotovoltaico. Por este motivo que a geração desta fonte de energia vem buscando seu espaço no meio rural.

A utilização das placas fotovoltaicas atende bem a produção de energia para irrigação, bombeamento de reservatórios para peixes e refrigeração para o gado leiteiro.

Através da conexão com a rede de distribuição, as propriedades com este tipo de geração de energia podem complementar o atendimento e possibilitar que a energia chegue a lugares remotos, ainda sem ligação de energia elétrica.

Outra vantagem é a diminuição do impacto ambiental, além da facilidade de operação e manutenção.

Linhas de financiamento para o setor rural

Desde 2015, o Governo Federal vem oferecendo a linha de crédito do Pronaf Eco, em parceria com a Absolar e a Associação Brasileira de Energia Eólica. A proposta é proporcionar aos produtores juros subsidiados, com três anos de carência e 10 anos de prazo para o pagamento.

Para ter acesso, o produtor rural deve procurar o sindicato e seguir alguns procedimentos, que incluem a elaboração de um projeto técnico de financiamento. Esta estruturação financeira será ferramenta fundamental para análise e liberação do aporte financeiro necessário.

Para apoiar ainda mais a produção de energia limpa e renovável em atividades do agronegócio, o Banco do Brasil lançou no início deste mês de abril, o Programa Agro Energia. A estimativa é liberar, por meio desta linha de financiamento, R$ 2,5 bilhões até o fim do ano.

A iniciativa engloba pessoas físicas, empresas e cooperativas do agronegócio. Este programa possibilita:

  • Redução do custo de produção;
  • Autossuficiência na geração de energia;
  • Transferência de tecnologia ao campo;
  • Manutenção de renda;
  • Ampliação dos negócios no setor agropecuário.

Estruturação financeira faz a diferença na hora de buscar financiamento

A elaboração de um projeto bem estruturado é o primeiro passo para alcançar investimentos que viabilizem a execução e instalação de sistemas de geração e distribuição de energia renovável.

A parceria com uma consultoria especializada na estruturação financeira do projeto e em diversas linhas de financiamento auxilia a mitigar possíveis riscos. Além de garantir o retorno financeiro dentro do prazo previsto.

Para saber mais sobre linhas de financiamento para projetos de energia, consulte a Atla.


Notice: get_currentuserinfo está obsoleto desde a versão 4.5.0! Use wp_get_current_user() em seu lugar. in /var/www/54.208.63.33/htdocs/wp-includes/functions.php on line 3753