Para incentivar o consumo consciente e o uso de energias renováveis, os governos, ao redor do mundo têm buscado estimular projetos voltados à promoção da energia solar fotovoltaica, por meio de linhas de financiamento que os viabilizem.

Agora, foi a vez do estado de Goiás anunciar o seu apoio por meio do programa Goiás Solar. Lançado em fevereiro deste ano, o programa já teve algumas medidas anunciadas e que já podem ser utilizadas e outras que, embora já tenham sido comentadas, devem ser implantadas ao longo de 2017.

Tempo bom para a energia solar em Goiás

Quando se fala em energias renováveis e em consumo consciente, muitas vezes, se pensa no consumo final. Porém, a adoção de políticas públicas que incentivem o desenvolvimento de projetos e o uso de energias renováveis, vai além. E os estados têm consciência que, para que continuem crescendo, precisam investir e proporcionar infraestrutura para que as empresas também cresçam, movimentem a economia e gerem mais empregos.

A capital de Goiás fica localizada no que é chamado “Cinturão do Sol”, região em que a radiação solar chega, em média, a 5.7 kWh/m². Isso torna os projetos de energia solar ainda mais viáveis. Estimular esse crescimento é o objetivo do governo goiano ao lançar o Programa Goías Solar.

Uma das ações é uma linha de financiamento operada pela Goias Fomento, voltada para as pequenas e microempresas e também para os empreendedores individuais.

A linha já está aberta para contratação. Além dessa ação, também está planejado:

  • Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO): Criação de uma linha de crédito chamada FCO, voltada aos projetos de energia solar fotovoltaica;
  • Meio Ambiente: O licenciamento ambiental será simplificado para os empreendimentos que têm como objetivo a geração de energia solar fotovoltaica;
  • Habitação: nas casas de habitação social, serão instaladas placas de energia solar.

Financiamentos para pequenos e médios empresários

Dar a oportunidade para que os empreendedores individuais e as pequenas e microempresas invistam em energia solar fotovoltaica é uma forma de ampliar os benefícios na cadeia e acelerar o desenvolvimento da região, e prevenir medidas como racionamento.

Confira as regras para o financiamento, de acordo com a modalidade:

Para as pequenas e microempresas:

  • valor máximo financiável: R$ 200 mil;
  • prazo de pagamento: 60 meses;
  • carência: até seis meses;
  • juros: 1,53% ao mês.

Para os empreendedores individuais:

  • o prazo de pagamento, a carência e os juros são os mesmos;
  • valor máximo financiável: R$ 30 mil;
  • podem ser financiados todos os bens e os serviços relacionados dentro do projeto de energia solar fotovoltaica incluindo, inclusive, a infraestrutura necessária como a montagem e instalação de equipamentos.

Como uma consultoria financeira pode ajudar na hora do financiamento?

Antes de contratar um financiamento, é também importante conhecer o potencial dos projetos que podem ser realizados em sua empresa. Para isso, vale buscar por uma consultoria financeira que seja especializada em projetos de eficiência energética e energias renováveis. Com esse apoio, será possível identificar qual é a melhor opção de financiamento para viabilizar seu projeto. A Atla Consultoria auxilía empresas na melhor estruturação financeira de projetos acima de R$ 1 milhão.

A Atla é uma consultoria que atua há 7 anos no mercado de energia. Contate-nos para saber mais sobre as formas de viabilizar financeiramente seus projetos de eficiência energética.

AT_CTA_Rodape_eBook06_EnergiasAlternativas